"Um homem precisa viajar. Por sua conta, não por meio de histórias, imagens, livros ou TV. Precisa viajar por si, com seus olhos e pés, para entender o que é seu. Para um dia plantar suas próprias árvores e dar-lhes valor. Conhecer o frio para desfrutar do calor."

Amyr Klink

quinta-feira, 25 de outubro de 2012

VIADUTO 13 , MUÇUM , OUTUBRO DE 2012


  No sábado dia 13 de outubro estive na região de Muçum, visitando o “Viaduto do Exercito” ou simplesmente “Viaduto 13” como é conhecido.


  Para quem vem da região metropolitana, o acesso ao “13” é feito a partir da BR-386 “Tabai-Canoas” até o município de Lageado, de onde se segue pela RS-129 em direção a Guaporé até a sede do município de Muçum, num percurso de aproximadamente 160 km do centro da capital.

  Chegando a Muçum, após o primeiro trevo de acesso ao centro da cidade existe um trevo menor, e uma rua calçada à esquerda, antes da estrada RS-129 passar sob o viaduto ferroviário que cruza a estrada e segue em direção ao centro da cidade. Basta entrar nesta rua, que segue o percurso da ferrovia, tendo os trilhos sempre à direita de quem vai em direção ao viaduto e seguir em frente por 8 km até a base do “13”.


  “O Viaduto do Exército, conhecido também como Viaduto 13, é a denominação dada a um viaduto ferroviário existente na Ferrovia do Trigo, a EF-491, no trecho entre os municípios de Vespasiano Correia e Muçum, no Rio Grande do Sul.
  A denominação 13 tem sua origem no fato de ser o 13º de uma seqüência de viadutos que se inicia no centro da cidade de Muçum, conhecida como a "Princesa das Pontes".
  Foi construído pelo 1º Batalhão Ferroviário do Exército Brasileiro durante a década de70, tendo sido projetado desde o final da Segunda Guerra Mundial, pela empresa Serviços de Engenharia Emílio Baumgart (SEEBLA).
  Com seus 143 metros de altura e 509 de extensão, foi inaugurado pelo então presidente Ernesto Geisel em 19 de agosto de 1978, e é tido como o maior viaduto ferroviário da América Latina e o segundo mais alto do mundo, superado apenas pelo Viaduto Mala Rijeka, em Montenegro, de 198 metros de altura.
  Suas fundações são do tipo sapata corrida e estão enterradas a 21 metros abaixo do nível do solo. Cada pilar é formado por quatro paredes de 80 centímetros de espessura média.”


  Junto à base do Viaduto 13 existe alguma estrutura de apoio com bar e lanchonete, onde o visitante pode comprar água, bebidas e talvez algum salgado ou lanche. Para visitar a parte alta do viaduto, é só seguir em frente pela estradinha cruzando uma pequena ponte logo adiante das lanchonetes e subir até junto aos trilhos.

  A primeira parte da “caminhada exploratória” foi no interior do túnel que existe junto ao “V 13”. Aqui a dica ao visitante é levar uma lanterna, que auxiliará bastante na caminhada.

  Após poucos metros no interior do túnel a luz que penetra pela entrada vai diminuindo de intensidade até que a escuridão completa toma conta do ambiente. Aqui a lanterna mostrará sua utilidade tornando a caminhada mais segura. Três sensações são muito marcantes durante a caminhada no interior do túnel.
A primeira logicamente é a completa ausência de luz, total escuridão. A segunda, o silencio completo no interior da montanha. A terceira, a temperatura ambiente sensivelmente menor e mais agradável do que a temperatura ambiente que no dia da nossa visita ao V13 era bastante alta.


  Mais uns 500m de caminhada, e as paredes de uma das laterais do túnel se “abrem” no formato de arcos ao cruzar um trecho entre dois morros, permitindo a entrada de luz ambiente, formando o que o pessoal da região chama de “túnel falso”.


   Após a caminhada no interior do túnel, finalmente seguimos os trilhos da ferrovia na direção oposta para cruzarmos o Viaduto 13. Caminhada tranquila, segura, mas emocionante. A altura do viaduto é impressionante e a vista lá de cima maravilhosa.


   Os 143 metros de altura no vão central parecem até mais ao se ver a sombra do viaduto projetada lá embaixo e principalmente ao repararmos no tamanho das construções, pessoas e carros.


   De cima do Viaduto 13, uma visão privilegiada do vale do Rio Guaporé e das montanhas ao redor.

  
  Após cruzarmos os 509 metros de extensão do Viaduto 13, retornamos à sua base para mais fotos. Visto de baixo, do nível do rio, 143 metros abaixo da passagem dos trilhos, o viaduto é ainda mais impressionante, seja pela altura em si, seja pela dimensão incomum dos pilares de sua estrutura.



   Para quem visita o Viaduto 13 com mais tempo, vale a pena seguir caminhando sobre os trilhos em direção a Muçum e conhecer outros viadutos e túneis. Este fica a pouco mais de 1 km de distancia do “13”.


   Além dos viadutos e túneis próximos ao “13”, a Ferrovia do Trigo tem ainda diversas outras pontes e travessias no trajeto entre Muçum e Guaporé, algumas no município vizinho de Dois Lajeados. São atrativos menos conhecidos e divulgados do que o Viaduto 13, mas que valem uma visita programada com  mais tempo para caminhar mais....fica para uma próxima vez.

20 comentários:

  1. Parabéns pelo ótimo blog! Gosto muito de viajar e sempre sigo seus conselhos e roteiros! Abraço!

    ResponderExcluir
  2. Boa noite Arlei, já faz um tempo que acompanho seu blog, sou de São Leopoldo e gostaria de saber como posso fazer para participar dos passeios em grupo que você faz eventualmente com o pessoal da região. Eu tenho um Jeep Willys para trilha e pertenco ao grupo Lama100tos de São leopoldo, mas o negócio de pessoal aqui é só trilha mesmo. Agora estou com um jimny para passeios off road, mas o meu grupo não participa deste tipo de aventura, então estou tentando encontrar uma turma que curta esse tipo de passeio. Vocês estão planejando alguma viagem em grupo para o feriado de 02/11? Acho muito bacana os passeios para o sul(mostardas, São José do Norte e etc), se for possível você poderia me informar através de onde vocês programam os passeios? seria no forum4x4? Obrigado, Elisandro.

    ResponderExcluir
  3. /
    Esse lugar é incrivel, toda vez q vou lá m surpreendo mais e mais !!

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  5. EU PARTICIPEI DA CAMINHADA DO RECONHECIMENTO EM MAIO DESTE ANO ONDE SAIMOS DA ESTAÇÃO FERROVIARIA DE MUÇUM CAMINHANDO ATÉ O V13,PASSAMOS VARIOS TUNEIS E PONTES INCLUSIVE A METALICA ONDE MUITOS FICARAM COM MEDO,MAS TODOS ATRAVESSARAM GRAÇAS A DEUS COM SEGURANÇA,ESTOU AGORA PRA PARTICIPAR DA SEGUNDA CAMINHADA DO RECONHECIMENTO ONDE SERÁ DIA 12-10, MAS SAIREMOS ENTÃO DO V13 COM DESTINO A GUAPORÉ ONDE PASSAREMOS DUAS METALICAS,A SENSAÇÃO É DE MEDO MUITO MEDO MAS É GRATIFICANTE POIS PRESTAMOS HOMENAGEM A NOSSOS PAIS QUE COM MUITO ESFORÇO E DEDICÃO FIZERAM ESTA OBRA MARAVILHOSA QUE É A FERROVIA DO TRIGO.
    ME SINTO MUITO FELIZ POR TER A OPORTUNIDADE DE FAZER PARTE DESTA FAMÍLIA ONDE NÃO DEIXAREMOS CAIR NO ESQUECIMENTO A *FERROVIA DO TRIGO*

    ResponderExcluir
  6. Procurando lugares para visitar me encantei com o V 13 e para minha surpresa, buscando mais informações... o blog do Arlei. Já vi outras informações contigo sobre Serra Gaúcha e Catarinense, então vamos lá pra mais esta: Ainda há trafego de trem nesta região, mesmo que de carga? Vou estar em Bento Gonçalves e pretendo visitar essa maravilha. Abraço.

    ResponderExcluir
  7. Gerson,
    Sim existe trafego de trem (carga) na região, esporádico....nos tuneis o espaço é suficiente para se encostar na parede na eventualidade de dar de cara com um trem...no V13 existe uns "recuos" espaçados entre si, que servem como refugio caso se esteja lá em cima durante a passagem do trem....agora, deve tremer tudo e não gostaria de estar lá em cima durante a passagem de uma composição de varios vagões carregados :-)
    Gerson, vai tranquilo, o V13 e região valem muito a pena de serem visitados, não esquece de levar uma lanterna para caminhas no tunel !
    Abraços

    ResponderExcluir
  8. Pessoal, ali perto de Muçum em Roca Sales existe uma estação ferroviária com trancos para Porto Alegre, Passo Fundo que é a ferrovia do trigo e outra em direção a Vacaria e Lages SC, no interior do município de Roca Sales mais precisamente na localidade do Picão a uns 25 Km do viaduto 13, existe um enorme túnel ferroviário com aproximadamente 3 mil metros de comprimento atravesando varias montanhas das escarpas da região montanhosa, em direção ao Municipio de santa Tereza e Bento Gonçalves, a chegada é pela estrada velha Muçum X Roca Sales, a vista panorâmica do rio Taquari é Expressiva, recomendo levar água, lanches, lanternas e pessoas com serto conhecimento pois a travesia do tunel leva en torno de 45 Min e é grande a possibilidade de o trem passar nesse momento.

    ResponderExcluir
  9. Esse tunel eu já passei no seu interior, é muito emocionante pois dentro do mesmo existe uma curva e a escuridão é total para ambos os lados, e pela numeração do exercito é de Nº 21, ou seja Tunel 21.

    ResponderExcluir
  10. Partindo do V 13 rumo a Guaporé no início do 3º tunel a direita tem um rio que teve seu fluxo desviado para a construção da ferrovia. O exército construiu um túnel que se estende por uns 100m por baixo da ferrovia. Olhando o lado de cima vemos um impressionante buraco por onde a água entra, más se vc seguir uma trilha de uns 200m pela esquerda chega-se ao outro lado do túnel. É seguro passar por dentro dele e a recompensa é ver a cascata subterrânea do outro lado.

    ResponderExcluir
  11. Marquei 18 km da RS 129 até o pé do viaduto e não 8 km como no texto.

    ResponderExcluir
  12. José Euclides Rambo27 de março de 2015 11:39

    Lindas paisagens desse RS tão querido. Tomara que um dia os trens de passageiros retornem a esses trilhos para mais brasileiros contemplarem lugares tão maravilhosos!

    ResponderExcluir
  13. Ola tenho acompanhado seus post e sao muito interessantes eu sou mais um apaixonado por trilhos.abraco.

    ResponderExcluir
  14. O caminho até o pé do viaduto é tranquilo? Posso ir de carro popular ou precisa ser um "adventure"?

    E depois pra chegar lá em cima precisa ser trilha a pé?

    Obrigado pelo post!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fausto, a subida de carro até a cabeceira do viaduto é bem tranquila, qualquer carro vai na boa. Daí é só deixar o carro na beirada da estradinha e caminhar uns poucos metros e pronto, chega ao viaduto e túnel.

      Excluir
  15. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  16. Olá, fiz a trilha partindo do viaduto 19, todos tinham placas e assim fomos contando, afim de chegar no 13, quando passamos o 14 e chegamos no 13, ele era metálico somente com os dormentes, então não entendemos o porque a sequência muda, depois teve mais um que seria o 12 e dai sim o conhecido viaduto 13 que na verdade é o 11 seguindo a numeração correta! alguém sabe explicar o porque muda a sequência?

    ResponderExcluir
  17. pessoal so de lauro muller sc
    eu descobri a poucos dias dessa maravilha. eu pretendo ir esse ano ai nessa belicima obra. mas de onde moro ai são 480 km tem auguma posada por ai?
    que seja meio em conta

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, na cidade de Muçum que é vizinha ao V13 tem pousadas simples e bem em conta. No municipio de Lageado, a uns 40km do V-13 tem rede hoteleira estruturada com hoteis bons e confortaveis se vc fizer questão de ficar melhor hospedado. É tudo uma questão de bolso e preferencia pessoal, pesquisa no Google que vc encontra.
      Abraços

      Excluir